quinta-feira, 25 de setembro de 2014

A saudade e o vento

O vento...
Algo que não vemos, mas sentimos.
A saudade se parece com ele.
Pois nos toca como um vento gelado.
Para nos lembrar que algo existe dentro de nós.

Sentir saudades...
Aquele aperto no peito.
Aquele frio na barriga...
Parece que há um pouco de vento lá dentro.
A saudade aumenta a expectativa.

Aumenta a esperança...
Aumenta o sentimento.
O sentimento...
Um sentir.
Um gostar.

A falta.
Do que se tem, ou se teve...
De quem se tem, ou se quer ter.
Do que não se pode explicar.
Do indefinível.

Mas, por mais que aperte os corações.
A saudade é algo bom.
Nos revela...
Que ali dentro existiu algo que marcou.
E aqui, se distancia do vento...

Deixa de se parecer com ele.
Pois o vento marca apenas por um momento...
E em seguida, passa.
A saudade marca... Mas não por um instante.
Ela permanece por toda uma vida.

Revelando que, se sente falta...
É porque é inesquecível.