quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Coragem

Tentar, quando não se sabe se o caminho errado, pode machucar, ferir. As chances de magoar a si mesmo ou a quem se quer bem são certas. Para caminhar no escuro, é preciso coragem! E ter medo de assumir que a tentativa não deu certo pode resultar em algo desastroso.

Dito isto e se não compreendido, vamos à explicação. Não é raro me deparar com atitudes covardes. Confesso que, comportamentos desta natureza já me levaram a ser fraca. Sendo essencial evitar que a pessoa ao seu lado decida por você... 

Se isso acontece, você perde o momento e, quando percebe, perdeu tempo! E ele é tão precioso... Só quando se perde se consegue calcular o real valor que o tempo tem! Ele influencia tudo e todos... Covardes: que têm medo das ações do tempo. E corajosos: que o enfrentam com a lucidez de um sábio.

Ao agir com covardia, chorei e sangrei. Desisti e perdi momentos, deixei o tempo passar. A vida correr... Fui conduzida pela inércia. Não lutei por mim. Deixei de brigar pelo que sempre quis e sonhei... Reitero aqui que fui covarde comigo mesma e com quem estava à minha volta... E não há vergonha em dizer isso.

É necessário, portanto, ressaltar que o mundo também é feito corajosos. E  é com orgulho que digo: sou uma dessas pessoas que não têm medo de assumir o erro. Disse para mim mesma "não dá mais". Assumi que as inúmeras tentativas não deram certo e não persisti no erro. 

Adquiri força e coragem, errando, e errando muito! E não lamento. Viver proporciona amadurecimento. E isso nem sempre está relacionado à idade ou experiências. E sim à forma como você vai escrever sua história, mesmo que, para isso, precise atropelar aqueles que, por covardia, não têm coragem de enfrentar a vida.