segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Reafirmação do amor

Amo-te.
Pelos muitos sorrisos que deixas em minha face.
Pelas gargalhadas que arrancas de mim.
E pelo desvio de pensamento a cada minuto.

Amo-te.
E me vejo em uma posição um tanto quanto delicada.
Sim, estou indefesa, desprotegida.
E não consigo mais resistir...

Amo-te.
E mais do que isso.
Desejo-te. Como nunca, como agora e como sempre.
Perdi o controle e o rumo...

Amo-te.
E por adorar-te, sinto um sabor novo no viver...
Deixei meu lado inconsequente dominar-me.
Porque a loucura do ser é o que me faz me sentir viva.

Amo-te.
Pois perdi o medo do desconhecido.
Não temo as incertezas e duvido das dúvidas.
E percebo que o futuro não importa, se você está aqui.

Amo-te. e aqui, entrego-me.

Nenhum comentário: